A cadela ficou pendurada por 5 horas. Quando ele a encontrou, seu sangue gelou.

0
31763

A história ocorreu no Egito, mas rapidamente passou a ser notícia em todo o mundo. Infelizmente, existem muitos “tutores” que não desempenham bem o papel de “pais”… O pior pesadelo de um cão é viver acorrentado.

Bella vivia acorrentada no terceiro andar, em Cairo, no Egito, e simplesmente tentou fugir. A corrente grossa, velha e enferrujada impedia de viver, ela tentou mudar o rumo de sua vida.

Quando os seus salvadores conseguem entrar no apartamento e se aproximar da varanda imunda, eles vêem que a cadela está pendurada por uma corrente de ferro enferrujada. Para o resgate, a linha ténue entre a vida e a morte, pois o metal havia feito um corte profundo na sua pele. Ninguém pode explicar como a cadela foi parar ali. Não há sinal do dono. Mais alguns minutos a cadelinha teria morrido.

1

Quando eles finalmente conseguiram libertar Bella, era quase tarde demais. “Nós acreditamos que ela tenha ficado pendurada para fora da varanda por mais de 5 horas”, diz Lauren Connelly, uma das funcionárias da SNARR. A primeira equipe à chegar ao local viu algo pavoroso: a coleira de ferro agiu quase como uma guilhotina.

Mas os protetores da organização Egyptian Society for Mercy to Animals (ESME) (Sociedade Egípcia de Piedade aos Animais) alimentaram a cadela vítima de maus tratos. Em pouco tempo, Bella está completamente saudável de novo. “Como se nada tivesse acontecido.”.

2

Em uma cooperação entre a SNARR e a ESMA, eles procuraram um novo lar para Bella e, finalmente, encontraram: em outro país. Em maio de 2015, Bella voou em primeira classe até Massachusetts, nos Estados Unidos. Lá, ela foi recebida pela sua nova família adotiva de braços abertos. Com o outro cão da família, Bella sai por aí, a fazer o dia dos seus donos mais feliz. A cadela está a aproveitar a sua nova vida ao máximo e é paparicada pelos seus novos pais. Medo, dor e isolamento ficaram para trás.

3

SHARE